• Revista Maxxi

Águas de Matão alerta: Fique de olho nos vazamentos internos


Tem gente que não se preocupa com a água pingando da torneira ou com aquela pequena poça formada no banheiro, provocada pela água que escorre vagarosamente da válvula da descarga com defeito de vedação. Contudo, esses e outros tipos de vazamentos silenciosos causam transtornos, custos adicionais e prejuízos em residências, comércios, empresas e indústrias.


Isso sem falar de problemas mais graves como, por exemplo, a perfuração mal calculada e acidental – com a utilização de pregos e brocas - de canos embutidos na parede. Ou então, o rompimento total de uma tubulação dentro de um imóvel, alagando cômodos e estragando móveis e outros utensílios domésticos.

Para evitar dor de cabeça e prejuízos financeiros com vazamentos de toda espécie, a concessionária Águas de Matão recomenda que a população monitore constantemente o sistema hidráulico das residências e imóveis de uso comercial/industrial.

“É importante que os moradores de casas, zeladores de condomínios e responsáveis pela manutenção de empresas e imóveis comerciais fiscalizem, frequentemente, todos os pontos de saída de água como torneiras, registros, válvulas e equipamentos abastecidos com água como filtros, bebedouros e máquinas de lavar roupa e louça”, orienta Robson Moreira, coordenador de Engenharia e Operações da Águas de Matão.

Em casos mais extremos, inclusive, a desatenção e/ou negligência com vazamentos internos pode se transformar em desperdício de enormes volumes de água tratada.

Isso geralmente ocorre em vazamentos não visíveis a olho nu, ou seja, quando encanamentos embutidos em parede ou no subsolo estão danificados e provocam grandes perdas d’água. “Portanto, fique atento a fatores como paredes úmidas, pisos rachados ou com manchas, que são sintomas clássicos de vazamentos ocultos”, aconselha Robson.