• Revista Maxxi

Região de Araraquara segue na fase vermelha do Plano São Paulo.

Atualizado: Fev 22

Dados apresentados pelo Governo do Estado de São Paulo, nesta sexta-feira, 19, mostram que Diretoria Regional de Saúde (DRS-3) - que engloba - Araraquara: Américo Brasiliense, Boa Esperança do Sul, Descalvado, Dourado, Gavião Peixoto, Ibaté, Matão, Motuca, Nova Europa, Porto Ferreira, Ribeirão Bonito, Rincão, Santa Lúcia, São Carlos e Trabiju - possui taxa de ocupação de leitos covid-19 de 84,7%. Em relação à evolução da pandemia, a região da DRS 3 é a que possui maior índice de novos casos por 100 mil habitantes, com 473,4. A média de internações, por 100 mil habitantes, fica em 78,9.


Aumento no número de óbitos

Matão registrou nesta sexta-feira (19), 02 mortes decorrentes da infecção pelo coronavírus. Na quinta-feira (18), 01 pessoa também perdeu a vida devido a complicações da Covid-19.

Em Araraquara nesta sexta-feira (19), ocorreram cinco mortes pelo coronavírus. Na quinta-feira (18), outras quatro pessoas haviam morrido, num momento crítico para a nossa região.

Na reclassificação de hoje, a região de Franca passou da vermelha, mais restritiva, para a laranja, enquanto Sorocaba foi da laranja para a amarela. Já Presidente Prudente foi da amarela direto para a vermelha, e Barretos passou da laranja para a vermelha.


Prefeitura intensifica fiscalização

Visando a diminuição de casos da doença, a Prefeitura de Matão intensificou, desde a semana passada, importantes ações, com vistas na fiscalização de possíveis aglomerações clandestinas. Nos últimos dias, foram feitas várias autuações em estabelecimentos que estão desrespeitando as regras da fase vermelha, dispersadas diversas aglomerações, além de várias orientações para que as pessoas entendam a necessidade de colaborarem com o momento difícil que atravessamos.

Faixas foram afixadas em pontos estratégicos da cidade; cartazes foram colados em instituições públicas; panfletos chegam as mãos do matonense. As mensagens escritas no material publicitário chamam a atenção dos cidadãos para a importância da “Preservação da Vida”, a partir dos cuidados com a higienização das mãos, uso de máscara e a não aglomeração.