top of page
  • Foto do escritorRevista Maxxi

Aposentada que largou a escola aos 10 anos, se forma aos 72 e vai fazer faculdade


A aposentada Maria Nascimento, 73 anos, é mais um exemplo de que nunca é tarde para realizarmos nossos sonhos. Ela voltou a estudar, concluiu o Ensino Fundamental, depois o Médio, aos 72 anos, e agora o próximo passo é entrar na faculdade para cursar Psicologia.


Após perder o marido, há oito anos, a aposentada foi encorajada pelos três filhos e demais familiares a encarar o desafio de voltar a estudar em Perus, zona noroeste de São Paulo, onde mora atualmente.


“Meu marido não concordava que eu estudasse. No início ele dizia que eu tinha que cuidar das crianças e da casa”, relembra.


Infância difícil


Natural do Pernambuco, dona Maria lembra que aos seis anos já trabalhava muito para ajudar os pais. Ela parou de estudar no terceiro ano do ensino fundamental com apenas 10 anos de idade.


“A escola era muito longe de casa. Morávamos em uma fazenda e meu pai tinha que nos levar a pé. Saímos de casa às 8h para entrar às 13h. E voltávamos tarde da noite”.


Apesar da dura realidade tê-la impedido de estudar, ela nunca desistiu desse sonho. Tinha como inspiração o avô, que fez três anos de medicina e tinha uma farmácia, onde atendia as pessoas. “Mas eu vivia com papel e lápis nas mãos. Gostava de brincar de ser professora e pedia aos meus pais para voltar à escola”.


Casamento aos 16 anos


Aos 16 anos, Maria se casou. Anos depois teve o primeiro filho e logo a família mudou para Ouro Verde de Minas, em Minas Gerais, onde nasceram os outros dois filhos do casal. Passada uma década, a família migrou para São Paulo, onde vive há 35 anos.


Infelizmente, ela também não tinha o incentivo do marido para estudar. E por mais longos anos, guardou esse desejo em seu coração. “Sou de uma época em que a mulher era muito submissa ao marido, então nunca pensei em contrariar o meu”, afirmou.


Retorno às aulas


Após perder o marido há 8 anos, ela decidiu retomar o sonho de estudar. O recomeço foi em 2017, quando ela, aos 68 anos, ingressou no primeiro ano do ensino fundamental por meio do EJA (Ensino para Jovens e Adultos). A conclusão desse primeiro período veio após dois anos.


Em 2021, a moradora concluiu também o ensino médio. Hoje ela faz um curso técnico em Recursos Humanos no CEU (Centro Educacional Unificado) Perus, enquanto planeja o passo seguinte: ingressar no ensino superior.


“Falavam que, quando eu chegasse no curso, onde teriam mais jovens, eles ririam de mim”, lembrou.


Mas, felizmente, a recepção foi o oposto disso. “Ao me apresentar, contei para os professores e para a diretora sobre meu receio de que rissem de mim, e tanto elas quanto os outros alunos me acolheram”.

Olha que incentivo! Dona Maria, você é uma inspiração!


Só Notícia Boa/Com informações de Agência Mural

Foto: Agência Mural


bottom of page