• Revista Maxxi

Dr. Renan Fernandes Pedroso explica como é feito o cálculo das aposentadorias


Uma dúvida muito comum e também uma fonte inesgotável de reclamações dos segurados é o valor da aposentadoria que irá receber após árduos anos de trabalho.

Para esclarecer alguns pontos, preparei esse breve artigo onde explico em linhas gerais como é feito o cálculo do valor do benefício.


Mas resumo, em poucas palavras, a aposentadoria é como se fosse uma poupança, onde você irá receber uma média baseada no tempo e no valor das suas contribuições. Se você em grande parcela da sua vida contributiva contribuiu com base no valor mínimo, o seu salário de benefício terá como base o valor mínimo que você pagou. Quanto maior o tempo e maior a contribuição, maior será o seu salário de benefício.


Outro ponto importante a destacar é que o INSS só considera as contribuições a partir de julho de 1994 para calcular o valor da sua aposentadoria. A legislação previdenciária determina que seja feito desta forma porque somente a partir desta data o Brasil adotou o Real como a sua moeda oficial.

Como calcular a aposentadoria em 2022?


Para você calcular o valor da aposentadoria em 2022, pós reforma, em geral, o benefício será 60% da média de todas as contribuições que você fez para a Previdência e mais um adicional de 2% para cada ano que você tenha contribuído acima do tempo mínimo.

Ou seja, a mulher ganha 2% a mais da média a cada ano acima de 15 anos e o homem acima de 20 anos.


Redutor das aposentadorias 2022


Com a Reforma da Previdência, a maioria das aposentadorias passa a ter o redutor. São elas:

  • Aposentadoria por Idade;

  • Aposentadoria por Pontos;

  • Aposentadoria dos Servidores Públicos;

  • Aposentadoria Especial;

  • Aquelas que se encaixam nas regras de transição das aposentadorias.

Esse redutor vale para quem não conseguiu reunir todos os requisitos para se aposentar até a Reforma (12/11/2019) ou, ainda, começou a contribuir para o INSS depois da vigência da Reforma (13/11/2019).


O redutor funciona da seguinte forma:

  • será feita a média de todos os seus salários;

  • dessa média, você receberá 60% + 2% ao ano que exceder 20 anos de tempo de contribuição para os homens e que exceder 15 anos de tempo de contribuição para as mulheres;

  • para os servidores públicos, será 60% + 2% ao ano que exceder 20 anos de tempo de contribuição para os homens e mulheres.

Cálculo antes da Reforma: média dos 80% maiores salários


Aqui, o cálculo é feito com a atualização de todos os seus salários de contribuição, é descartado os 20% menores salários e é feita a média dos 80% maiores.

Importante lembrar que as contribuições utilizadas no calculo são a partir de julho de 1994 ou de quando você começou a contribuir.

Vale ressaltar que aqui entram as pessoas que preencheram os requisitos como idade, tempo de contribuição, carência ou pontos para a aposentadoria até o dia 12/11/2019, ou seja, antes da Reforma da Previdência.


Cálculo após a Reforma: média de 100% dos salários


Após a Reforma, passou a ser considerada a média de todos os seus salários.

Essa regra é válida para quem começou a contribuir após a Reforma da Previdência (13/11/2019) ou, ainda, para quem começou a contribuir antes dela, mas não juntou todos os requisitos para se aposentar.


Cálculo da aposentadoria por idade


O cálculo da aposentadoria por idade na nova regra é 60% da média das contribuições feitas para o INSS.

No caso das mulheres que contribuíram mais de 15 anos, aumenta 2% a cada ano a mais. Já os homens ganham 2% por ano acima de 20 contribuídos conforme a nova regra.

Nessa regra, o homem precisa ter 65 anos de idade e a mulher 61 e 6 meses, em 2022, e 62 anos a partir de 2023.


Cálculo da aposentadoria por tempo de serviço


No cálculo da aposentadoria por tempo de contribuição, precisa ser somado a todos os períodos que você trabalhou.

Aqui, só vai contar o tempo que você contribuiu. Ou seja, se tem algum período que você não contribuiu, esse tempo não entra no cálculo.

Existe a possibilidade de incluir períodos não contribuídos quando:

  • a empresa assinou sua carteira, mas não repassou o valor para o INSS;

  • trabalhou como autônomo ou empresário e tem como comprovar a atividade, então, pode pagar o valor atrasado.

Somando todos esses períodos e tendo eles validados pelo INSS, você encontra o tempo de serviço que possui.


Cálculo da aposentadoria especial


Antes da Reforma (13/11/2019), o valor da aposentadoria especial era equivalente à média dos 80% maiores salários de contribuição sem nenhum fator de redução.

Agora, o valor da aposentadoria especial é equivalente a 60% da média dos salários de contribuição com acréscimo de 2% para cada ano que exceder 20 anos para os homens ou 15 anos para as mulheres.

Aconselho que antes de você dar entrada na aposentadoria, procure um advogado especialista em direito previdenciário e INSS, pois ele poderá lhe ajudar no cálculo, evitando eventuais erros ou poderá lhe ajudar a fazer um planejamento previdenciário.


Caso você já seja aposentado, você também pode procurar a ajuda do profissional para analisar o seu caso e saber se você tem direito a alguma revisão.


A ajuda de um profissional nesse momento pode fazer total diferença!


Fontes: https://www.jornalcontabil.com.br/valor-da-aposentadoria-aprenda-a-calcular-e-confira-se-o-valor-esta-certo/#.Yn6OvejMLIU



Dr. Renan Fernandes Pedroso