top of page
  • Foto do escritorRevista Maxxi

Erasmo Carlos morre aos 81 anos no Rio de Janeiro


O cantor Erasmo Carlos morreu aos 81 anos nesta terça-feira (22), no Rio de Janeiro. Ele foi internado em outubro, recebeu alta, mas retornou ao Hospital Barra D’or, na Barra da Tijuca, ontem, segunda-feira (21). A causa da morte não foi divulgada.


O eterno “Tremendão” nasceu no Rio de Janeiro e sempre foi apaixonada por música. Na região onde morava, aprendeu a tocar violão com Tim Maia. Anos depois, os dois se juntaram a Roberto Carlos e criaram um grupo musical.


Junto com Wanderléa e Roberto, Erasmo foi um dos representantes da Jovem Guarda, que dominou o Brasil nos anos 1960 e 1970. Além de um exímio musicista, Erasmo era apaixonado por Elvis Presley e pelo Vasco da Gama.


Erasmo Carlos vinha há alguns meses tratando uma síndrome edemigênica, doença que ocorre quando há um desequilíbrio bioquímico, dificultando a manutenção dos líquidos dentro dos vasos sanguíneos. Geralmente é causada por doenças cardíacas, renais ou dos próprios vasos.


Autor de mais de 600 músicas e de clássicos como “Sentado à Beira do Caminho”, “Minha Fama de Mau”, “Mulher”, “Quero que tudo vá para o inferno”, “Mesmo que seja eu” e “É proibido fumar”, o artista deixa uma legião de fãs e amigos que fez durante os longos anos de carreira.


Foto: Reprodução/Redes sociais


bottom of page