top of page
  • Foto do escritorRevista Maxxi

Escola da rede municipal realiza Feira de Ciências e leva estudantes ao Museu


No início do mês de novembro, a EMEF Prefeito Celso de Barros Perche (CAJU) realizou uma Feira de Ciências, onde estudantes do 6º ao 9º ano apresentaram experimentos científicos relacionados às diversas áreas da física, química e biologia.


Já os estudantes do 9° ano visitaram o Museu Lasar Segall em São Paulo. A viagem técnica consiste em complementar o conteúdo estudado sobre 'Arte Contemporânea', atrelado ao 'Componente Curricular de 'Arte', desenvolvido pela professora Lea Scutare.


Essas atividades práticas fazem parte da metodologia de ensino das escolas mantidas pela Prefeitura de Matão que por intermédio da Secretaria de Educação e Cultura tem orientado as equipes de diretores e professores quanto a importância de se criar situações favoráveis a uma aprendizagem significativa e autônoma.


"Proporcionar as viagens de ônibus, prestigiar as atividades criadas pelos estudantes com seus professores, celebrar os bons resultados e corrigir possíveis pontos de melhoria, são importantes porque ajudam a manter a qualidade da educação no município", disse o prefeito Cido Ferrari.


O projeto da Feira de Ciências foi desenvolvido pela professora Alessandra dos Santos Pinto, com o apoio da diretora Celimara Garbim Avelino, da coordenadora pedagógica Luciana Romano e colaboração da equipe docente e funcionários.


"Conseguimos envolver toda comunidade educacional e dessa forma encerramos as atividades desenvolvidas ao longo do ano, promovendo o conhecimento científico, construído durante todas as aulas, sendo que semanalmente fazemos uma mediação mais prática, dinâmica e atrativa aos alunos, relacionada ao conteúdo teórico estudado", explicou Luciana.


Visita ao Museu


Além da visita à exposição, os estudantes do 9º ano puderam participar de uma atividade prática transcorrida no ateliê do museu.


"Considero importante que os estudantes possam visitar museus, pois a experiência prática e externa à escola, estimula o desenvolvimento cognitivo no âmbito da criatividade, curiosidade e do repertório cultural, fatores importantes para a ampliação do pensamento crítico dos estudantes", considerou Celimara.


Fonte: Assessoria de Imprensa da Prefeitura


bottom of page