• Revista Maxxi

Lupas eletrônicas são disponibilizadas a pessoas com deficiência visual


A Associação dos Deficientes Visuais de Matão (ADEVIMA), em apoio a Prefeitura, disponibiliza lupas eletrônicas as pessoas com deficiência visual. Até agora, a entidade beneficiou dois estudantes da rede municipal de ensino e ainda possui um estoque de 11 lupas, as quais, coloca a disposição para outros que precisarem, sendo de qualquer idade, estando ou não vinculados as escolas.


"É importante que esta informação sobre as lupas, chegue até quem precisa e trabalhar em rede com as entidades sociais é a melhor forma de melhorar os serviços, tanto dos equipamentos da Prefeitura, quanto dos nossos parceiros, fazendo com que todos se beneficiem", considerou o prefeito Cido Ferrari.


Para o estudante do 7º ano, Lucas Silva de Jesus, que tem baixa visão e já havia recebido uma lupa, a qual usa em casa, a volta às aulas dessa vez tem um significado ainda mais especial. Isso porque a EMEF Prefeito Celso de Barros Perche, do complexo do CAJU, instalou outro equipamento a fim de facilitar seus estudos, também na sala de aula.


O equipamento tecnológico reúne uma TV de 42 polegadas e uma lupa mouse que amplia e transfere imagens e textos para o monitor. Na entrega estiveram presentes, a fim de incentivar o adolescente: sua mãe Mariza Rosa da Silva; o professor Leonardo Passerine e a coordenadora pedagógica Luciana Mauri Romano.


De acordo com a diretora da escola EMEF Prefeito Celso de Barros Perche, Celimara Inês Garbim Avelino, "antes de ter a lupa eletrônica, Lucas usava o material impresso em papel para estudar, fato que o impossibilitou de concluir, na época, várias atividades da escola. Agora com este recurso e a tela grande do computador, o estudante tem mais facilidade", avaliou Celimara.


Como funciona o atendimento na rede municipal?


A rede municipal de ensino realiza um trabalho conjunto entre instituições, voltado ao atendimento aos estudantes que possuem necessidades especiais de aprendizagem. A Secretaria de Educação e Cultura, através do Núcleo de Atendimento Especial NAE-LUME, estão empenhados em identificar os alunos que precisam da lupa, para que sequencialmente, cada unidade escolar possa instalar o equipamento tanto na casa do estudante, quanto na sala de aula.

De onde vem os recursos?

De acordo com o presidente da ADEVIMA, José Dercino Bertolaia, a entidade desenvolve ações com recursos advindos da Prefeitura, bem como de destinações de impostos por empresas ou pessoas físicas que, em vez de pagarem para a Receita Federal, optam por destinar a ADEVIMA.


Como funciona a destinação de impostos as entidades?

Ao declarar seu Imposto de Renda (IR) você pode destinar uma porcentagem a um Projeto Social. Até 30 de Dezembro a 'Pessoa Física' que declara formulário completo pode doar 6%.


No período de entrega da Declaração de Ajuste Anual (DAA) do Imposto sobre a Renda da Pessoa Física, é feita ampla divulgação da possibilidade de destinar até 3% do imposto devido também para os Fundos dos Direitos da Criança e do Adolescente (FDCA), e até mais 3% para os Fundos do Idoso, diretamente pelo Programa Gerador de Declaração (PGD).


A Pessoa Física não pagará um valor maior de imposto nem terá o valor de sua restituição diminuído. Apenas permitirá que parte do imposto devido e apurado na DAA, seja destinado diretamente para um Fundo Social.


As Pessoas Jurídicas também podem fazer a destinação. Com o advento da Lei nº 12.594/2012, o limite para destinação feito pelas 'PJ' passou a ser de 1% para cada um dos fundos, desde que sejam tributadas com base no lucro real e destinem no decorrer do ano-calendário.


Fonte: Assessoria de Imprensa da Prefeitura