• Revista Maxxi

Matão iniciou a aplicação da dose reforço das vacinas contra Covid-19


Assim como em todo o Estado, Matão iniciou a aplicação da dose reforço das vacinas contra a Covid-19. A partir de agora, todas as pessoas acima de 18 anos que já tenham tomado a segunda dose há no mínimo 5 meses, já podem fazer o agendamento nas unidades de Saúde referentes ao seu bairro. Até o momento, a dose reforço está liberada para quem tomou as vacinas da Pfizer, CoronaVac e AstraZenaca. No caso daqueles que tomaram a dose única (Janssen), o Ministério da Saúde aguarda liberação da Anvisa.


Inicialmente, a terceira dose foi liberada para idosos, imunossuprimidos e aos profissionais de saúde. Agora, quem tem acima 18 anos também poderá ser imunizado com a dose reforço. Outra mudança é o tempo de intervalo entre a segunda e a terceira dose que antes era de 6 meses e, agora, passou para 5 meses.


Nesta semana, o Hospital Carlos Fernando Malzoni anunciou que o número de leitos da UTI Covid e da enfermeira, foi zerado. Notícia celebrada por toda população e pelo prefeito Cido Ferrari. “Desejamos tanto este momento e ele chegou, em Matão, nesta semana, após longos períodos de sofrimento, leitos lotados, óbitos diários, profissionais exaustos e que mesmo diante do pico de internações, não mensuravam seus esforços pela vida dos pacientes. Foram muitas as dificuldades e, infelizmente, muitas vidas perdidas até a chegada da vacina. A notícia desta semana nos trouxe um certo alívio, mas obviamente que a preocupação continua. Portanto, estamos quase perto do fim desta batalha que está sendo vencida graças a vacina”, enfatizou


A Secretaria da Saúde de Matão informa que também está à disposição a primeira e segunda dose para os faltosos que tenham acima de 12 anos. Estas pessoas que atualmente chegam a mais de 5 mil matonenes, devem procurar a Unidade Básica de Saúde (UBS) ou a unidade do Estratégia Saúde da Família (ESF) e garantir sua proteção o quanto antes.


Matão obteve uma evolução no número de vacinados, como explica o secretário da Saúde, Ademir de Souza. “Até aqui, mais de 80% da população já tomou uma dose e mais de 76% completou o ciclo vacinal com a primeira e segunda dose. Os resultados são perceptíveis e refletem a cada dia, na redução do agravamento da doença e nos números de internações e óbitos. Infelizmente, percebemos um certo relaxamento por parte de uma minoria. Mesmo diante de tudo o que passamos, algumas pessoas ainda não tomaram nem a primeira dose e isso é preocupante, pois o vírus não deixou de circular”, afirmou


O Secretário ainda reforça que mesmo diante do avanço da vacinação no município, os cuidados devem continuar,. “A máscara, o álcool e os demais protocolos devem ser seguidos, pois não podemos deixar a situação voltar a ficar critica como nos meses passados”, finalizou.



Fonte: Assessoria de Imprensa da Prefeitura

headbanner.png