• Revista Maxxi

ONU promove campanha contra violência de gênero


Nesta quinta-feira (25), a ONU Mulheres começa a campanha internacional contra a violência de gênero para marcar o Dia Internacional para a Eliminação da Violência contra as Mulheres. Segundo a Organização das Nações Unidas, o Brasil é o quinto país na lista de países com mais crimes de gênero.


As ações serão realizadas até 10 de dezembro, Dia dos Direitos Humanos. Desde 1991, a campanha contra a violência contra mulheres e meninas, visando a prevenção e a eliminação dessa.


Violência doméstica


Segundo relatórios da ONU Mulheres, durante a pandemia do covid-19, os números de violência doméstica dispararam no mundo. Este mesmo relatório mostrou que duas em cada três mulheres relataram sofrer ou conhecer alguém que sofre algum tipo de violência.


Apenas 10% denunciaram as agressões. No Brasil, dados do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos revelam mais de 100 mil casos de violência contra mulher desde o início da pandemia.


Renata Rizzi, fundadora da iniciativa Utopiar, marca de roupas femininas sediada em São Paulo que ensina técnicas têxteis a mulheres que sofreram violência doméstica, afirmou que o número de pessoas buscando ajuda aumentou.


O projeto apoia as vítimas principalmente na conquista de independência financeira e de acolhimento. A iniciativa já ajudou mais de 60 mulheres com as oficinas e gerou mais de R$ 50 mil para as participantes.


Durante a ação da ONU Mulheres, a marca reverterá as vendas para a organização não governamental (ONG) Casa Mariás, que oferece apoio psicológico, jurídico e abrigo sigiloso para pessoas em situação de violência doméstica.


O objetivo da empresa é transformar a vida de 5 mil mulheres nos próximos dez anos no país, que ocupa a 5ª colocação entre 83 nações com o maior número de crimes contra as mulheres, de acordo com o Mapa da Violência, feito pela Faculdade Latino-Americana de Ciências Sociais.


João Sanita/Com informações da Agência Brasil


headbanner.png