• Revista Maxxi

Prefeitura decreta suspensão das aulas presenciais e intensifica fiscalização

Considerando a piora nos índices de avanço do coronavírus em Matão e várias cidades, tanto que o Governo de São Paulo manteve na fase vermelha do Plano SP as regiões de Araraquara, Barretos, Bauru e Presidente Prudente, com restrição de serviços não essenciais.

Considerando as orientações dos especialistas do Comitê de Contingência da Covid-19;

Considerando que o Hospital Carlos Fernando Malzoni está à beira do seu limite máximo de atendimento, podendo entrar em colapso a qualquer momento;

Considerando o aumento significativo do número de casos e de óbitos por Covid-19 em nosso município;

Considerando a preocupação das autoridades de saúde com a disseminação da nova cepa do Coronavírus;

Considerando que existe um grande risco de circulação do vírus no ambiente escolar, inclusive com as crianças, mesmo que assintomáticas, podendo ser vetores na transmissão da doença.

O prefeito Adauto Scardoelli editará decreto que suspende as aulas presenciais nas escolas públicas municipais e estaduais de Matão, a partir de segunda-feira (22/02), com validade até o dia 31 de março de 2021.

Outra medida para contenção da disseminação do vírus será a manutenção da operação de fiscalização para controle das aglomerações em parceria com a Polícia Militar, com o incremento, na segunda e terça-feira, da implantação de barreiras de monitoramento nos principais acessos do município com verificação da temperatura, ação realizada por agentes de trânsito, saúde, vigilância sanitária e guarda municipal.

“Estamos tomando as medidas possíveis para controlar o aumento da pandemia em nosso município, que podem ser ampliadas a qualquer momento. Vamos manter firme a parceria com a Polícia Militar para controlar as aglomerações e, agora, estas novas medidas são mais um passo nesse sentido. Temos que pensar na vida em primeiro lugar e continuarmos firmes cuidando da cidade e da saúde do nosso povo”, cita Adauto.


Fonte: Assessoria de imprensa da Prefeitura.









saúde do nosso povo”, cita Adauto.

headbanner.png