• Revista Maxxi

Presidente Jair Bolsonaro participa da abertura da 27ª edição da Agrishow


Contando com a presença do presidente Jair Bolsonaro (PL), Anderson Torres, Ministro da Justiça e Segurança Pública, General Augusto Heleno, ministro do Gabinete de Segurança Institucional; Joaquim Leite, ministro do Meio Ambiente; Paulo Alvim, ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações; General Walter Braga Netto, ministro da Defesa; Duarte Nogueira, prefeito de Ribeirão Preto, Tarcísio Gomes de Freitas, ex-Ministro da Infraestrutura, Pedro Guimarães, presidente da Caixa Econômica Federal; além de lideranças setoriais do agronegócio, deputados federais, estaduais, diversos prefeitos e representantes da Câmaras de Vereadores, do secretário estadual de Agricultura e Abastecimento, Francisco Matturro, que também é o presidente Agrishow e João Marchesan, presidente da Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos, foi aberta oficialmente nesta segunda-feira, a 27ª edição da Agrishow, que não foi realizada nos anos de 2020 e 2021 em virtude da pandemia.


Como acontece em todas as edições, Matão se faz representar por diversas empresas que divulgam os seus produtos e elevam o nome da cidade no cenário nacional com seus stands que chamam a atenção durante a feira.


Marchesan e Baldan participam desde a primeira edição da Agrishow, e mais uma vez, Matão, é o município que mais tem empresas expondo e realizando negócios, num total de 10 marcas presentes. ATA-Antoniosi, Matão Equipamentos, Agro Matão, Grupo Bambozzi, Bussola, Civemasa, JLS Máquinas e Mancal Matão, são as outras empresas matonenses na feira.

Durante a cerimônia de abertura, o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Marcos Montes, lembrou a força e tenacidade do setor. “Enfrentamos uma pandemia mundial, que afetou o mundo todo, mas o produtor rural brasileiro continuou trabalhando. Graças à persistência do homem do campo, o agronegócio não parou”, disse ele. Graças a isso, segundo ele, não houve um desabastecimento no Brasil e, consequentemente no mundo, dada a importância do setor para os outros países. “Dia e noite, produzindo sem parar; o Agro deu exemplo a todo o Brasil. Com isso, estamos hoje inaugurando uma feira que vai gerar negócios de quase R$ 5 bilhões de reais”. E finalizou usando o aumento da produção do trigo como exemplo de sucesso do setor: “Recentemente, atingimos 250 mil hectares para o plantio de trigo, podendo chegar a 2 milhões de hectares”.


Em seu pronunciamento, ao abrir a feira, o presidente da Agrishow, Francisco Matturro, secretário em exercício da Secretaria da Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo destacou a longa e vitoriosa jornada da feira, desde 1994, quando ocorreu a primeira edição. “Hoje, estamos celebrando essa grande exposição, graças à compreensão dos expositores que acreditaram na nossa Agrishow e em seus resultados”, ressaltou. “Nesse espaço, a maior feira do agro do mundo apresenta os exclusivos lançamentos, as principais tendencias e avanços da conectividade do campo para pequena média e grande propriedade”, complementou. Ele ainda enfatizou a oportunidade concedida aos pequenos produtores ao participarem do Pavilhão de Produtores Artesanais e comentou sobre os programas implementados para a valorização do agro paulista, como a análise de 100% do CAR.


Jair Bolsonaro, que é pré-candidato à reeleição, destacou em seu discurso “A agricultura brasileira está dando certo e temos de trabalhar, uma vez que nosso governo não quer atrapalhar quem produz”. Após a sua fala, visitou alguns stands da Agrishow, inclusive os da Marchesan Implementos Agrícolas e o da Baldan. O retorno do presidente a Brasília deve acontecer ainda no começo da tarde desta segunda-feira (25).


O presidente da Abimaq – Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos, João Marchesan, destacou a pujança do setor agrícola brasileiro, em especial a indústria de máquinas para o campo, o que coloca o Brasil em posição de destaque nacional e internacional. “Houve muito investimento nestes últimos o que levou à modernização e aumento da capacidade de produção da indústria de máquinas agrícolas. A indústria está preparada para atender as demandas do agro nacional”, frisou Marchesan, destacando a autossuficiência brasileira no setor. Atualmente a Abimaq conta com 740 empresas cadastradas às Câmaras do agro e faturamento estimado de R$ 100 bilhões, exportando aproximadamente 30% do que produz. Estes números, segundo Marchesan, garantem ao setor autonomia para atender a demanda de máquinas no Brasil. Ele trouxe também reinvindicações do setor para a ampliação das linhas de créditos de importantes programas, como o Moderfrota.


O evento


A 27ª edição da Agrishow se estende até sexta-feira, 29 de abril, no Parque Tecnológico. Segundo os organizadores, são esperadas cerca de 150 mil pessoas durante os cinco dias de evento. Considerada a maior feira de tecnologia agrícola da América Latina, a Agrishow acontece no Anel Viário Sul (rodovia Prefeito Antônio Duarte Nogueira, SP-322).


Entradas


Os ingressos podem ser adquiridos pelo site da Agrishow e crianças de 5 a 11 anos pagam meia-entrada. Não é permitida a entrada de menores de 14 anos desacompanhados dos pais ou responsáveis, segundo a organização e o horário de funcionamento é das 8h às 18h.


Por Valentim Fernandes/Com informações da Assessoria de Imprensa da Agrishow

Foto: Divulgação/Agrishow