• Revista Maxxi

Semana Nacional de Prevenção à Gravidez

Com o intuito de orientar e garantir os direitos da criança e adolescente e levar informação sobre medidas preventivas e educativas, está em andamento a “Semana Nacional de Prevenção à Gravidez na Adolescência”. Em Matão, ela conta com o apoio da equipe da Prefeitura de Matão e do Conselho Tutelar. Neste ano, devido a pandemia da Covid-19, as atividades presenciais com o público estão suspensas.

Segundo o Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA), das 7,3 milhões de meninas e jovens grávidas no mundo, 2 milhões têm menos de 14 anos. Entre os fatores que aumentam os riscos de uma gravidez precoce está a antecipação da vida sexual e a falta de métodos contraceptivos.

Já entre os fatores que aumentam os riscos da gestação na adolescência, estão: adolescente usuária de álcool ou de outras drogas lícitas ou ilícitas; gestação decorrente de abuso/estupro ou outro ato violento/ameaça de violência sexual; tentativa de interromper a gestação por quaisquer meios; não realização do pré-natal; falta de apoio familiar à adolescente; entre outros.

Em Matão, a assistência à gestante é feita através das Unidades Básicas de Saúde com todos os protocolos de consultas, exame pré-natal e demais orientações médicas. Quando a gravidez é classificada de alto risco, os atendimentos são prestados das unidades de saúde e nas residências.

O Sistema de Informações sobre Nascidos Vivos (SINASC) revela que, 4.815 jovens com menos de 20 anos deram a luz em Matão entre 2015 a 2019. Ana Maria Ignácio que integra o Conselho Tutelar de Matão, defende que abordar este tema dentro de casa faz parte da proteção deste público. “Isso é valido para meninos e meninas. É essencial dialogar, afinal, falar sobre educação sexual com nossos jovens, não é ensinar sobre sexo. O adolescente que detém informações passará a entender melhor e respeitar seu corpo e seus limites. Infelizmente, na maioria dos casos, a gravidez precoce é algo indesejado e a educação é fundamental para estes jovens e seus familiares”, explica

Em Matão, a Rede Pública atua com o trabalho de orientação e prevenção através de diversos profissionais que atuam nas áreas de Educação, Saúde, Assistência Social, Conselho Municipal da Criança e do Adolescente (Concriama) e Conselho Tutelar de Matão.

Fonte: Assessoria de Imprensa da Prefeitura



headbanner.png